Radiestesia

Tamanho da letra

Geobiologia

Por definição a geobiologia é uma ciência de interação entre a Terra (Geo) e a vida (Bio). No entanto o termo pode ser ampliado com o nome Cosmo, pois para existir um equilíbrio é necessário que as energias emitidas pela Terra e o Cosmo sejam harmônicas. A vida é muito frágil; qualquer alteração entre esses dois pólos energéticos criam desarmonias e doenças nos seres vivos: vegetais, animais e humanos.

Outros aspectos relevantes que afetam os seres vivos referem-se, além dos desequilíbrios naturais, à criação, pelo homem, das energias necessárias para o crescimento da civilização.

A criação dos campos eletromagnéticos permitiram ao homem um enorme crescimento social, na busca de conforto e melhoria nas condições de vida. No entanto o que é bom por um lado é negativo pelo outro, pois as fontes de radiações elétrica e eletromagnética artificiais geram desarmonias no meio ambiente, afetando a vida como um todo, alguns deles: linhas aéreas de transporte de distribuição elétrica de alta e média tensão (sua periculosidade depende da tensão, da intensidade e da sobrecarga a que estão submetidas, dependem também da qualidade do material , da limpeza dos isolantes e manutenção das conexões das torres à terra, da distância de segurança das torres ou da rede elétrica das moradias nas adjacências); linhas elétricas subterrâneas (problemas se essas linhas estiverem sobrecarregadas, geram um campo eletromagnético nocivo. O difícil é saber por onde circulam esses cabos elétricos e a possibilidade de indução com outras redes de baixa tensão: telefone, água, gás, etc. As pessoas podem estar sobre essas linhas e não perceber); transformadores (centrais de produção elevam a tensão dos alternadores - energia mecânica transformada em elétrica - alta tensão de transporte: cerca de 400 KV. Centrais secundárias de distribuição convertem a alta tensão em média tensão: cerca de 25 KV, até os transformadores de rede que convertem a média tensão em 380 e 220 volts de uso industrial e doméstico. O problema é a localização dessas centrais nos setores industriais e suas linhas de alta tensão passando por zonas residenciais. Deve-se afastar das torres e da rede elétrica cerca de 1 metro para cada quilovolt (1.000 volt) de tensão de linha - recomendações alemãs); antenas de distribuição de rádio e televisão emitem as chamadas microondas, geram campos elétricos e magnéticos muito fortes - altas freqüências e comprimentos de ondas muito pequenos. Os problemas gerados por emissões de microondas referem-se às emissões descontroladas de radio aficcionadas, inexperientes que emitam em zonas residenciais. As emissões de microondas deveriam ser totalmente direcionais, no entanto sempre há um cone de dispersão, nesse caso não se deve situar no trajeto entre duas estações; nas residências deve-se considerar as instalações elétricas, fornos de microondas, transformadores domésticos de corrente elétrica, localização de televisores e computadores; radioatividade nos locais de trabalho e residenciais. A emissão de gases do tipo radônio e polônio podem ser perigosos quando a emissão ultrapassa os limites estabelecidos mundialmente. Essa radiação é ionizante, apresenta alta freqüência e comprimento de onda extremamente pequeno, não perceptíveis pelos cinco sentidos. Essas partículas que emitem os elementos radioativos possuem uma grande energia, capaz de arrancar os elétrons dos átomos que atravessam, afetando, inclusive as células humanas.

Dentre os fatores físicos causadores de stress e doenças nos seres vivos, a água subterrânea em movimento, tem papel relevante. A energia emitida pela Terra, através da Crosta Terrestre, em sua grande maioria, é equilibrada bioticamente, no entanto a água subterrânea em movimento quebra esse equilíbrio, causando uma ruptura de forças. O mesmo acontece com zonas fraturadas e zonas de falhas ou rupturas nas rochas. Elas causam mudanças na emissão de energia bioticamente equilibrada, sofrendo distorções, causando anomalias nocivas.

Uma infinidade de fatores afetam a vida dos seres vivos, que suportam e conseguem equacionar os problemas causados pela domótica moderna criada pelo homem e pelos fenômenos da natureza. Milhões de pessoas que vivem em grandes cidades estão, diariamente, expostas a essas alterações, no entanto conseguem viver, de uma certa forma, razoavelmente bem. Essas pessoas, em alguma parte do dia não ficam diretamente expostas a essas anomalias; praticam esportes, andam, na maioria das vezes dormem em locais com energia equilibrada ou trabalham nesses locais sem energias nocivas. No entanto, poucos conseguem morar e trabalhar em locais preservados bioticamente nas 24 horas do dia. O grande problema é a exposição à energias nocivas por anos a fio e com a idade, acima dos sessenta, começam a surgir os problemas. A pessoa anda menos, não pratica mais esportes, fica mais tempo nos locais e o acúmulo das disfunções geradas pela insalubridade permanente se transformam em doenças. O mais importante em tudo isso é que as pessoas não sabem os motivos que a levaram a contrair doenças imprevisíveis.

Nesse sentido é preciso que as pessoas aprendam a se observar e observar os locais que convivem diariamente. Desenvolver uma percepção apurada e conseguir diagnosticar esses locais e procurar soluções para sanar ou amenizar os efeitos negativos dessa exposição diária e massacrante à energias nocivas.

A radiestesia é o melhor veículo para desenvolver, de forma orientada, a percepção a anomalias nocivas, distinguí-las e classificá-las. Enfim, é uma ciência (não reconhecida oficialmente) capaz de diagnosticar o que está afetando diretamente as pessoas. Não se pode dar um diagnóstico errado, pois a correção será errada e dará a impressão que foi solucionado o problema.

Bibliografia básica recomendada: "O grande livro da casa saudável" de Mariano Bueno (Ed. Roca) e "Ondas de vida e ondas de morte" de Jean De La Foye (Ed. Siciliano).





Marcos Alves de Almeida - Geólogo, Mestre e Doutorando pelo Instituto de Geociência - USP


© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 
IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380
Artigos Relacionados
:.
:.
:.
:.
:.
Comentários