Saúde Holística

Tamanho da letra

A teoria da luz e das cores

Cor é a fonte primária de vida e saúde. Cor é uma "língua" que as nossas células, que se comunicam entre si, entendem. O poeta e pesquisador Johann Wolfgang von Goethe tinha a mesma opinião. Ele considerava a sua teoria sobre a qualidade e as propriedades das cores, "filhas da luz", a sua obra mais importante. Ele afirmou, o que hoje é aceito cientificamente, que existem somente três cores básicas - vermelho, amarelo e azul - das quais todas as outras cores se originam. O que é luz e por que enxergamos as cores? Para responder esta pergunta devemos retroceder 3 séculos. Naquele tempo os homens não podiam explicar porque as folhas eram verdes, o céu azul e as flores multicoloridas até que o físico inglês, Isaac Newton, conseguiu no século XVII fracionar, por intermédio de um prisma, a luz branca nas cores do espectro cromático, ou seja, as cores do arco-íris. Investigações posteriores puderam definir que cada cor do espectro possui uma onda e uma freqüência ondulatória diferente. A explicação é a seguinte: Quando a luz branca incide sobre um objeto, este objeto absorve algumas cores (vibração das ondas) da luz branca fracionada, de acordo com a sua estrutura molecular, refletindo as que não absorveu. E as cores que o objeto não absorveu mas refletiu é a cor que enxergamos. A cor preta, por exemplo, absorve todas as cores sem refletir nenhuma. De acordo com a física quântica, a luz é uma onda eletromagnética, apresentando freqüências vibratórias e comprimentos de ondas. A energia da luz é proporcional à freqüência vibracional e ao comprimento das ondas. Por outro lado, a luz apresenta também características corpusculares (materiais), os chamados "quantas". A energia da luz viaja por "quantas" e uma partícula individual de luz possui um "quantum" de energia, que é chamado fóton (feixe ou matéria da luz). Sendo assim, a luz tanto é energia como também matéria. Estes fótons viajam na velocidade da luz e são capazes de penetrar na matéria, transferindo sua energia a outras partículas. Partindo deste ponto, pode-se afirmar que a incidência da luz (cores) sobre a pele, devidamente dirigida, dependendo da freqüência e comprimento da onda luminosa e do número de fótons envolvidos, pode influenciar sistemas internos pela ressonância. O espectro da luz visível das cores ao olho humano é muito pequeno e é medido em Unidades Angström (um décimo milionésimo de milímetro por unidade).

1-2 >


Texto de: Elisabeth Eva Monogios


© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 
IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380
Artigos Relacionados
:.
:.
:.
:.
:.
Comentários