Homeopatia

Tamanho da letra

Florais de Bach

Hipócrates (460 a.C. -377 a.C.), o Sábio de Cós e Pai da Medicina, um médico humanista, já alertava para se considerar no enfermo as relações entre o corpo, a mente e o meio em que vive.

Hahnemann, o Pai da Homeopatia, em 1796 publica Ensaio para descobrir as virtudes curativas das substâncias medicinais, e em seu intemporal livro O Organon da Arte de Curar (1810) lançou as bases e preconizou um tratamento natural de cunho científico, considerando-se o paciente como um todo, desde principalmente o estado emocional, intelectual, moral, social até os sintomas gerais e orgânicos.

Cabanis, considerado o Pai da Medicina psicossomática, em Relações do Físico e do Moral (1843), afirma que o psiquismo desempenha importante papel na gênese, evolução e cura das doenças orgânicas ou somáticas.

Freud, o Pai da Psicanálise, em 1895 publica Estudos Sobre a Histeria, e em 1898 lança Interpretação dos Sonhos, abordando os característicos fenômenos oníricos inerentes ao inconsciente da personalidade humana.

E Edward Bach, na década de 30, precisamente entre 1930 e 1936, após estudos e trabalhos, afirma que, em geral, as doenças são provenientes das alterações, desequilíbrios e distúrbios emocionais. Pesquisando, desenvolveu um "método de cura" ou "método terapêutico" natural e simples, utilizando as essências das flores silvestres, produzindo os chamados Remédios Florais do Dr. Bach, que agem nos estados afetivos, emocionais ou mentais promovendo o equilíbrio e a saúde psicológica e orgânica.

Observando-se este breve histórico, pode-se verificar a importância que tem os tratamentos que são dirigidos às causas, às verdadeiras origens das enfermidades.

A saúde é fundamental ao bem-viver, e a arte de curar, e um eterno e sublime ato de amor. O ser humano é um todo constituído de corpo, mente e alma. E a saúde ou a doença são pólos opostos decorrentes da harmonia ou da desarmonia da pessoa para com as leis e princípios naturais e universais. Quando a pessoa é afastada, se afasta ou se deixa afastar da sintonia de integração com a natureza, o planeta e o Universo, ela permite e propicia o aparecimento de estados afetivos ou mentais doentios ou patológicos que, sendo prejudiciais, energeticamente a desequilibram, tornando-a predisposta e suscetível a adoecer emocional e fisicamente.

Portanto, a enfermidade, antes da instalação da doença no corpo físico, ou após, se revela aos nossos sentidos por estados afetivos ou emocionais em desequilíbrio que, em última análise, são apenas sintomas, que se constituem nas verdadeiras causas de muitas doenças orgânicas ou mesmo mentais. E cada sintoma é uma mensagem a ser decifrada com imparcialidade por um bom observador, pois o autodiagnóstico emocional é muito difícil, sendo mais fácil prescrever para os outros que medicar a si mesmo.


1-2-3 >


Texto de: Dr. Eduardo Lambert - Clínico Geral, homeopata, autor dos livros: Matéria Médica e Terapia Floral do Dr. Bach e Os Estados Afetivos e os Remédios do Dr. Bach - Editora Pensamento


© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 
IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380
Artigos Relacionados
:.
:.
:.
:.
:.
Comentários