Otávio Leal

Tamanho da letra

O falso Reiki - pode parecer que é impossível, mas não é

Nos últimos meses, tenho observado algo antes inimaginável.
Alunos de Reiki em vários níveis aqui chegam dizendo que são iniciados nessa auspiciosa técnica e não o são. Estão recebendo uma falsa iniciação em Reiki.
Sei disso tanto pela energia do aluno, avaliando o seu saber e principalmente pelos sintomas físicos e emocionais de quem supõe ter recebido uma iniciação correta e não o recebeu. A energia da pessoa está comprometida sensivelmente.
A autora Paula Horn no livro Reiki – toque definitivo, também aponta essa falsa iniciação na América do Norte.
Iniciação é um ritual mágico, poderoso, aonde se coloca um “dom”, uma tradição ou egrégora no iniciado. Você sabe disso, expliquei profundamente em sua formação.
No batismo cristão, coloca-se o dom da fé que é estimulado pela oração Pai-Nosso, no candomblé o “receber os orixás”, no xamanismo a coragem e poder pessoal, no tantra a sexualidade mística, no budismo o silêncio, no hinduismo a celebração, etc.
As maiores e mais fortes iniciações que recebi foram no xamanismo Inca e no tantra hindu. Vale a pena receber uma iniciação. Fui iniciado em dezenas de tradições antes de encerrar minhas buscas. É um dos pontos altos da vida, mas é fundamental receber uma iniciação séria. Todas as benções da iniciação tornam-se problemas quando a mesma não é séria.
O ocidental não faz a menor idéia da importância de se escolher para ser iniciado um mestre sério, alguém que reconheceu a si mesmo, um pesquisador e não só mercenários ou sacerdotes e mestres despreparados. Mas não, o ocidental busca alguém “pertinho”, “baratinho” e nem ao menos procura saber a formação do iniciador, conversar com ele ou ler algum artigo do mesmo.
Existem mães que batizam filhos e nem sabem a Ordem Cristã do padre. Idem no Reiki.
Tem professor que opina sobre iniciações indevidas e brigas de egrégoras de quem mistura um universo de técnicas incompatíveis com o Reiki e recebe iniciações erradas e/ou por mestres despreparados.
“Elas (egrégoras incompatíveis) rasgam-no ao meio energeticamente. Dilaceram suas energias, como se você estivesse sofrendo o suplício do esquartejamento, com um cavalo amarrado em cada braço e em cada perna, correndo em direções opostas.
 Esse esquartejamento traduz-se por sintomas, tais como ansiedade, depressão, nervosismo, agitação, insatisfação ou solidão. Num nível mais agravado, surgem problemas na vida particular, familiar, afetiva, profissional e financeira, pois o indivíduo está disperso e não centrado. No grau seguinte, surgem neuroses, fobias, paranóias, psicopatologias diversas, que todos percebem, menos o mesclante. Finalmente, suas energias entram em colapso e surgem somatizações concretas de enfermidades físicas, das quais, uma das mais comuns é o câncer.
Isso tudo, sem mencionar o fato de que duas ou mais correntes de aperfeiçoamento pessoal, se atuarem simultaneamente sobre o mesmo indivíduo, podem romper seus chakras, já que cada qual induz movimento em velocidades, ritmos e até sentidos diferentes nos seus centros de força”.
Tudo leva a crer que os pseudos “mestres” que estão iniciando equivocadamente, sem a menor preparação e criando o caos energético nos incautos discípulos não foram formados por mim e nem por mestres aqui formados. De toda forma, estou alerta para reiniciar alunos que me procuram. Já recebi dezenas de solicitações de “reikianos” absolutamente desequilibrados que desejam uma nova iniciação.
O falso iniciador no Brasil pode estar inclusive “formando” mestres incompetentes criando uma corrente de instrutores que prejudicam demais uma técnica, até então tão nobre como o Reiki.
De toda forma essa deturpação ainda pode ser evitada ao não se tomar iniciações que tenham as seguintes características:
1- Iniciações em ambientes lotados, barulhentos, confusos. Usui nunca unia muitas pessoas numa só formação e nenhuma iniciação que conheço em nenhuma tradição séria e competente assim o faz. Lembra-se de sua iniciação em Master como foi mágica e reflexiva?
2 – Instrutores que ensinam um monte de bobagem sobre o Reiki. Ex.: Que o mesmo tem 200 anos, que Usui foi ao Tibet, que era um monge cristão, que o Reiki cura tudo, etc.
3 – Instrutores que só pensam em dinheiro (só quem é cego não vê) e/ou ficam vendendo mercadorias em suas formações.
4 – “Mestres” que apontam o Reiki deles como especial, o maior, o melhor o, mais lindo.
5 – Ensine seus alunos a pedirem informações sobre o iniciador. Tu tens certeza que é um iniciador competente?
6 – Há nas iniciações dessas formações os mantras Mani e Tara? Foi ensinado o que é Yantra? Nas práticas constaram polaridade, calatonia e os métodos japoneses do Dentho que hoje são fundamentais de serem ensinados? Ensina-se Meditação Zazen?
7 – O praticante sabe o que é Gasho, Rá, Kiai, Zen, Motogaeri? Foi ensinada a cirurgia Kahuna?
8 – O praticante sabe o que é Hon Sha Zen Sho Nen? Outro dia na rádio uma pessoa me ligou e falou que praticava sempre Reiki e quando perguntei o sentido desse símbolo, ela não fazia a menor idéia.  Ela era Reiki nível III.
Peço ajuda a ti amado Master Reiki: De toda forma possível divulgue esse fato a todos os seus alunos e interessados: procurem mestres sérios. Iniciação é o recebimento de um dom, e quando isso é realizado erroneamente, concordo com De Rose que causa o caos energético, além de ser muito perigoso. Vamos divulgar isso repetidas vezes.





Texto de: Texto de Otávio Leal (Dhyan Prem) - diretor da Humaniversidade - (11)5055-2800


© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 
IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380
Artigos Relacionados
:.
:.
:.
:.
:.
Comentários