Prof. Carlos Rosa

Tamanho da letra

O sucesso sem limites II

 


O cérebro e o sistema nervoso constituem um complicado e maravilhoso “mecanismo perseguidor de objetivos”, uma espécie de sistema inerente de orientação automática que trabalha para você como um “mecanismo de êxito”, ou contra você como um “mecanismo de fracasso”, dependendo de como você, o operador, o opera.
“H” tinha um objetivo: ser igual ou melhor do que aquele político que tinha visto aos 14 anos. Tal objetivo foi ao longo dos anos tomando conta do seu ser e, de uma maneira misteriosa, algo lhe disse que o seu objetivo somente teria sucesso de ele, “H” fosse culto, se estudasse, se se dedicasse às letras e não que continuasse naquela faina de roçado.
Foi difícil para ele conciliar o estudo com o trabalho? Muito difícil! Por vezes, após longos e escaldantes dias de labuta na roça, as forças quase lhe faltavam para percorrer os 4 quilômetros que separavam a sua moradia da escola. Mas ele tinha uma meta, um objetivo e, sempre que o desânimo (Ah! O desânimo) batia à sua porta, ele se levantava e lembrava-se das palavras que tinha lido numa parede da escola: “Tu és o arquiteto do teu próprio destino. Trabalha, ousa e espera”.
Os meses foram passando e “H” chamava a atenção dos professores e dos colegas. A figura introspectiva do início das aulas foi dando lugar a um jovem alegre, risonho, falador e, acima de tudo, perguntador. Não faltava às aulas, não chegava atrasado, fazia todos os trabalhos de casa, era sempre solícito com os colegas e demais funcionários da escola, sua personalidade abria-se e despontava como aquele aluno que todo professor deseja ter: atencioso, estudioso, interessado e amigo.
Claro, tais mudanças foram sentidas por todos; os pais, os irmãos, os amigos, e sobretudo, o patrão, que passou a interessar-se pelo jovem e a pedir informações à diretoria da escola, sobre o desenvolvimento do seu funcionário.
Coelho Neto, o grande escritor brasileiro, escreveu: “O caminho está aberto a todos, e se uns vencem e alcançam o que almejam, não é porque sejam predestinados, senão porque forçaram os obstáculos com arrojo e tenacidade”.
“H” era desse tipo! Sabia o que queria e iria conseguir seu objetivo. Como? Isso ele não sabia, mas tinha a certeza de que iria conseguir.
Vamos aqui mais uma vez abrir um parênteses na nossa história para ilustrar como funciona o “mecanismo de êxito”, objetivo do nosso personagem.

1-2-3 >


Texto de Prof. Carlos Rosa


© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 
IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4418-6150
Artigos Relacionados
:.
:.
:.
:.
:.
Comentários